PESQUISA sobre PROERD {como dizer NÃO as Drogas}

 

Abrangência: 770 alunos da 8ª série de 21 Escolas, sendo 13 da Rede Municipal, 6 da Rede Estadual e 2 da Rede Particular de Ensino do Município de Farroupilha RS.

METODOLOGIA Abordagem: Qualitativa e quantitativa. Técnica: Auto-preenchimento do instrumento de pesquisa pelos alunos.

Instrumento: Questionário com 23 perguntas no total, sendo 2 perguntas abertas e 20 fechadas.

Período de Campo: Agosto e Setembro de 2009

Execução: Departamento de Estatística da SMECD; Denise Paula Colombo e Simone Teresinha Miorelli


OBJETIVOS Avaliar o conhecimento e a eficácia de projetos educacionais que tem o objetivo de evitar/diminuir a violência e o uso de drogas.

  Avaliar o número de alunos que conhece, participou e se formou no Programa PROERD.

Construir análises de satisfação quanto as atividades e o material utilizado no Programa PROERD.

Diagnosticar a qualidade da participação dos alunos, dos colegas,dos  professores, da escola e dos familiares nas atividades do PROERD.

Vislumbrar a avaliação e participação dos alunos nas aulas do PROERD.

Avaliar a conscientização dos alunos em não agir com violência na resolução de problemas e a importância do cuidado com a saúde.

Quantificar e qualificar o resultado do objetivo do Programa PROERD.

Vislumbrar, através da coleta dos dados, se o Programa PROERD possibilitou o afastamento dos alunos das drogas.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 A presente pesquisa constitui-se de 770 questionários aplicados a alunos da 8ª série em 21 escolas, sendo 446 questionários aplicados em 13 escolas da Rede Municipal de Ensino, 237 aplicados em 6 escolas da Rede Estadual de Ensino e 87 aplicados em 2 escolas da Rede Particular de Ensino, sobre o Programa PROERD.

Os alunos pesquisados abrangem uma faixa etária dos 14 anos aos 18 anos, sendo 51,8% do sexo feminino e 48,1% do sexo masculino. Na questão sobre se conhecem algum programa educacional que tem o objetivo de evitar/diminuir a violência e o uso de drogas, 85,3% afirmaram que sim e 13,9% afirmaram que não conhecem. Indagados se acreditam que esses programas educacionais evitam/diminuem a violência e o uso de drogas, 54,4% dizem que sim; 39,4% em parte e 6,1% dizem que não. O diálogo em família foi o item mais pontuado com 65,6%, como sendo o fator mais importante para evitar/diminuir a violência e o uso de drogas. No questionamento, se os alunos conhecem o Programa PROERD 98,3% responderam que sim e 1,6% responderam que não. 100% dos alunos pesquisados participaram do Programa e 95,8% chegaram a se formar.
Quanto as atividades realizadas no Programa PROERD, 59,0% responderam ser excelente; 39,5% responderam ser bom; 1,0% responderam ser ruim e 0,5% se abstiveram de responder.
No que diz respeito ao material utilizado no Programa 53,5% responderam ser excelente; 45,1% bom; 1,2% ruim e 0,3% não responderam.
Quanto à participação dos alunos nas atividades do PROERD, 55,7% afirmaram ser bom; 42,6% excelente; 1,3% afirmaram ser ruim e 0,4% não responderam. Quanto à participação dos colegas, 70,3% foi bom; 24,5% excelente; 4,7% ruim e 0,5% não responderam.
Segundo os alunos, a participação dos professores no Programa foi: 55,1% excelente; 39,6% bom; 5,1% ruim e 0,3% não responderam. A participação da escola, para os alunos foi: 61,3% excelente; 36,8% bom; 1,7% ruim e 0,3% não responderam.
Quanto ao envolvimento da família nas atividades do PROERD, 54,9% afirmaram ser bom; 36,0% excelente; 8,7% ruim e 0,4% não responderam.

Conforme questionamento, 84,8% dos alunos afirmaram que avaliaram de alguma forma as atividades do PROERD; 14,5% disseram que não e 0,6% se abstiveram de responder. Na questão se existiu um tempo para os alunos falarem o que pensam sobre o assunto drogas, 94,3% responderam que sim; 5,3% que não e 0,4% não responderam. Quanto à contribuição do Programa para que o aluno perceba a importância de não agir com violência na resolução de problemas, 81,9% responderam que sim, o programa contribui; 15,2% responderam em parte; 2,3% acham que não contribui e 0,5% não responderam. Quanto à contribuição  para o cuidado com a saúde, 86,4% responderam que sim; 10,9% em parte; 2,6% não e 0,1% não respondeu. No questionamento quanto ao resultado do objetivo do Programa PROERD, 68,7% responderam ser positivo na maioria das vezes; 28,3% sempre positivo (resultado foi bom); 2,5% afirmaram que o Programa não produz nenhum resultado junto às crianças e adolescentes; 0,3% responderam ser negativo (o resultado não foi bom) e 0,3% não responderam
 

Quanto as palavras mais relacionadas com o Programa PROERD, as três mais citadas foram: drogas com 14,1%; seguida por violência com 12,6% e conscientização com 12,4%. A palavra menos citada foi doença com 3,8%.

Indagados se o Programa PROERD, que participaram quando estavam na 4ª série, possibilitou o afastamento das drogas, 90,4% responderam que sim; 6,6% responderam que em parte; 2,2% que não e 0,8% não responderam.

PESQUISA PROERD GERAL: Elaborada pela: Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto Departamento de Pesquisa  

Farroupilha, 2009  Pesquisadoras: Denise P. Colombo  e  Simone T. Miorelli
Por Solicitação de Glacir N da S Gomes, na época presidente do: www.MOCOVI.com.br

 

Últimos Posts

Ficha de filiação no PV

Ficha de filiação no PV

.Nome:___________________________________ End: ___________________________________ Título Eleitoral: ___________________________________  Zona:____    Seção:...

 
CONVITE para que  você participe na Política

CONVITE para que você participe na Política

Para quem quiser  mudar o sistema, é preciso participar do sistema… e assim ajudar a melhorar nossa cidade… O poder político sempre será ...

 
Hino Nacional Brasileiro – letra e música

Hino Nacional Brasileiro – letra e música

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante, E o sol da liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da pátria nesse instante. Se...

 
10 valores para ensinar a seu filho

10 valores para ensinar a seu filho

Texto Beatriz Levischi Criatividade, amor-próprio e autocontrole não se aprendem na escola e ajudam a formar adultos mais responsáveis e maduros. O convívio...

 
Direito da posse de arma reduz criminalidade, afirma Harvard

Direito da posse de arma reduz criminalidade, afirma Harvard

Publicado em 04/04/2015 Por IMB em Mundo - Internacional Os recentes acontecimentos em Ottawa, Canadá, comprovam, pela enésima vez, que controle de armas serve...

 
04/05/2015 assumiu a nova diretoria do MOCOVI

04/05/2015 assumiu a nova diretoria do MOCOVI

Nova diretoria do MOCOVI 2015/2016 Presidente Glacir Gomes Vice presidente Juliano Settin Vice presidente Valdicir colognese 1º Secretario Paulo...

 
Hino do RS

Hino do RS

Trecho suprimido do Hino Rio-Grandense Em 1966, durante o Regime Militar a segunda estrofe foi retirada oficialmente. ============================== Entre nós...

 
A importância do Planejamento Familiar e da vontade política em repensar toda a REDE de apoio a família

A importância do Planejamento Familiar e da vontade política em repensar toda a REDE de apoio a família

Coluna do Juiz Dr Mario Romano Maggioni no Jornal o Farroupilha em 24 04 2015 O PAI E A MÃE Ter pai e mãe suficientemente bons é o mínimo necessário...

 
VemPráRua 15 03 15 em Farroupilha as 16 h ao lado do clube do comércio

VemPráRua 15 03 15 em Farroupilha as 16 h ao lado do clube do comércio

Jornal o Farroupilha 13/03/15 Pag 12 16 segundos de vídeo #ForaDilma em Farroupilha 15 03 15 saida Penna de Moraes 12 segundos #ForaDilma em Farroupilha 15 03...

 
10 MANDAMENTOS DE AMOR À PESSOA IDOSA

10 MANDAMENTOS DE AMOR À PESSOA IDOSA

- I – Deixa-a falar, porque do passado a pessoa idosa tem muito a contar. Coisas verdadeiras e outras nem tanto, mas todas úteis aos espíritos ainda em formação; II...